segunda-feira, 7 de maio de 2018

Anjo do dia 07/05- Vehuel- Deus sublime e magnifico- 19/07- 30/09- 12/12- 23/02-



Missão; é aquilo que vc trás de outras vidas;


MISSÃO. Auxilia a realizar proezas, acentua o senso investigativo, e agrega êxito  nas artes e a ciência. Imprime coragem, obstinação e persistência aos que nascem sob o seu dia. Planeta correspondente: Lua. Dia da Semana. Sábado. Cor: Branca. Elemento: Agua.  Pedra: Pérola. MANTRA: " Aleluia! Celebro o Senhor, porque ele é bom, porque seu amor por nós é eterno". Caso você tenha que fazer alguma mudança de significado, e possa poder escolher a data,  de  preferencia ao mês de  Outubro. Salmo: 105. Esse anjo dará grande tranquilidade a sua vida, e favorecerá a sua saúde.  Terá um grande domínio espiritual/ instinto contagiante. Sua conduta honesta sempre dará fortalecimento nas horas mais difíceis. Entregará a Deus o seu futuro sem medo. Com um espirito maternal, sempre procurando ajudar os outros. Você deverá contar com a sua intuição e deverá sempre que puder afastar-se de pessoas com maldade e rancorosas. Sendo uma pessoa humanitária,  algumas pessoas pensarão que você é ingênuo demais. Tentando sempre  harmonizar seus amigos e familiares porque si não será um ponto negativo. Terá uma grande proteção mental e sempre vai preferir o contato  com a natureza. Na profissão si estiver em contato com a natureza, terá destaque com o plantio (  aromas agriculturas ou jardins) estudará os aromas, plantas e ervas. No campo histórico, poderá ser um grande fitoterápico, agrônomo ou trabalhar com florais de Bach. No caso de não aceitar a espiritualidade, pessoas que nascem nesse dia sofrerá uma influencia maligna e poderá com suas pesquisas facilitar a  propagação de doenças propositadamente, dominará a esterilidade, e será extremamente presunçoso, trazendo inimizade familiar. E dando de ombro a tudo e a todos. Poderá em qualquer tempo experimentar a fome, e a solidão. Sem que ninguém si compadeça. A velha história quem planta colhe.



                     ORGANIZE UM ALTAR PARA OS ANJOS:  TIRADO DA BÍBLIA DOS ANJOS






Organizar um altar é uma maneira excelente de estabelecer uma poderosa  conexão com reinos celestiais. Trata-se de um foco tangível, um portal para serenidade, um lugar onde você pode acalmar a mente e abrir o coração para os Anjos. Ele logo se tornara o seu lugar sagrado, um Santuário para a sua alma carregado de energia positiva, onde você poderá diariamente buscar renovação. O altar para os Anjos oferece uma sustentação inestimável para a sua transformação espiritual. Dando-lhe uma oportunidade para explorar a sua criatividade e se expressar do ponto de vista emocional, artístico e espiritual. Os Anjos são atraídos para lugares que irradiam alegria, Harmonia, amor e paz. Por meio da manutenção, peça que os Anjos o inspirem sobre os objetos mais adequados para seu altar. Mas só selecione aqueles que tem um significado especial para você. Esses objetos o ajudarão a ficar mais atento ás questões e desafios de  um aspecto especial da sua vida que você precisa harmonizar no momento. Depois que você estabelecer uma rotina diária com relação ao seu altar- seja limpa-lo, purifica-lo e organiza-lo, ou substituir os abjetos sagrados e acender velas e incensos- Será muito mais fácil cultivar o habito de meditar ou rezar sob a inspiração dos Anjos



                                                   DEIXE QUE OS ANJOS GUIEM VOCÊ





Um bom exercício em meditar sobre quais objetos você deve selecionar para o seu altar, deixando que os Anjos o guiem nessa escolha. O que mais importa com relação ao altar é a maneira como ela afeta o seu interior. Ele deve deixa-lo centrado, cheio de amor, da beleza da harmonia e da paz. Disponha  os objetos sobre o altar. Se algum deles incomodar ou desagradar você, ou se lhe parecer  menos inspirador, remova-o. Você pode optar por cristais, imagens de Anjos, fotos de entes queridos, conchas, sinos, incensos, velas, flores, óleos essenciais, ícones religiosos, cartas de Anjos afirmações, sinos dos ventos, penas ou uma caderneta e um lápis. Acrescente uma representação de algo que você queira evocar na sua vida, com amor, sabedoria espiritual, compaixão, paz ou abundancia. Nunca deixe velas acesas sobre o altar na sua ausência e mantenha o cômodo ventilado, pois  velas consomem oxigênio e podem causar dores de cabeça ou sonolência.






O verdadeiro arrependimento;




Nosso Senhor perdoa o bom ladrão e nos mostra que concede o perdão a todos aqueles que estão verdadeiramente arrependidos de seus pecados.
A Providência, que alimenta o passarinho no galho, cuida do nosso corpo.
Que é, no entanto, este corpo de miséria? Uma criatura frágil, um condenado à morte e destinado aos vermes.
Na louca corrida da vida, pensamos todos caminhar para os negócios ou para os prazeres… cada passo dado nos aproxima do fim; arrastamos, nós mesmos, o nosso cadáver a beira do túmulo.
Se Deus assim Se ocupa de corpos perecíveis, com que solicitude não velará pelas almas imortais? Prepara-lhes tesouros de graças, cuja riqueza sobrepuja tudo o que podemos imaginar; manda-lhes socorros superabundantes para a sua santificação e salvação.
Esses meios de santificação, que a Fé põe a nosso dispor, não serão aqui estudados.
Quero falar simplesmente às almas inquietas que se encontram por toda parte. Mostra-lhes-ei, com o Evangelho na mão, a inanidade dos seus temores. Nem a gravidade de suas faltas, nem a multiplicidade de suas reincidências no erro as deve abater.
Pelo contrário, quanto mais sentirem o peso da própria miséria, tanto mais deverão apoiar-se em Deus. Não percam a confiança!…
Seja qual foi o horror do seu estado, mesmo que tenham levado longamente vida desregrada, com o socorro da graça poderão converter-se e ser elevadas a uma alta perfeição.
A misericórdia de Nosso Senhor é infinita
Nada a cansa, nem mesmo a falta que nos parecem a nós as mais desagradantes e criminosas.
Durante a sua vida mortal, o Mestre acolhia os pecadores com bondade verdadeiramente divina; nunca lhes recusou o perdão.
Impelida pelo ardor do seu arrependimento, sem preocupar-se com as convenções mundanas, Maria Madalena entra na sala do festim.
Prosterna-se aos pés de Jesus, inunda-os de lágrimas. Simão, o fariseu, contempla esta cena com o ar irônico; indigna-se intimamente. “Fosse este homem um profeta, pensa, e saberia bem o que vale essa mulher. Enxotá-la-ia com desprezo…”
Mas o Salvador não a enxota. Aceita-lhe os suspiros, o pranto, todos os sinais sensíveis da humilde contrição. Purifica-a de suas mágoas e a cumula de dons sobrenaturais.
E o Coração Sagrado transborda de imensa alegria, enquanto que no alto, no Reino de seu Pai, os Anjos vibram de júbilo e louvor: perdida estava uma alma, e ei-la achada; era morta essa alma, e ei-la de novo restituída à verdadeira vida!
O Mestre não Se contenta de receber com doçura os pobres pecadores; chega ao ponto de tomar-lhes a defesa. E não é essa de resto a sua missão? Não se constituiu Ele o nosso advogado?
Trazem-Lhe um dia à presença de uma desgraçada, surpreendida em ato flagrante de seu pecado. A dura lei de Moisés a condena formalmente: a culpada deve morrer no lento suplício da lapidação.
Os escribas e fariseus, no entanto, esperam impacientes a sentença do Salvador. Se perdoar, os inimigos O censurarão por desprezar as tradições de Israel. Que fará Ele?
Um só palavra cairá de seus lábios: e esta palavra bastará para confundir os fariseus orgulhosos e salvar a pecadora.
Aqueles dentre vós que for sem pecado, que seja o primeiro a lhe atirar a pedra”.
Resposta cheia de sabedoria e misericórdia. Ouvindo-a, esses homens arrogantes enrubescem de vergonha… Retiram-se confusos, uns após os outros; os velhos são os primeiros a fugir…
E Jesus ficou só com a mulher. Onde estão os acusadores? Pergunta. Ninguém te condenou?” Ela responde: “Ninguém, Senhor”… E Jesus prossegue: “Eu também não te condenarei! Vai, e de futuro não peques mais!”.
Quando vêm a Ele os pecadores, Jesus lança-Se ao seu encontro. Como o pai do pródigo, espera a volta do ingrato.
Como bom pastor, espera a ovelhinha tresmalhada; e, quando a encontra, carrega-a sobre os ombros divinos e a restitui ensanguentada ao redil.
Oh! Ele não lhe magoará as feridas; delas tratará como o bom samaritano, com o vinho e o óleo simbólicos. Derramará sobre suas chagas o bálsamo da penitência; e, para fortificá-la, a fará beber do seu cálice eucarístico.
Almas culpadas, não tenhais medo do Salvador; foi para vós, especialmente, que Ele desceu à terra. Não renoveis nunca o grito de desespero de Caim: “Meu crime é grande demais para que eu dele possa obter perdão”. Como isso seria desconhecer o Coração de Jesus!
Jesus purificou Madalena e purificou a tríplice negação de Pedro; abriu o Céu para o bom ladrão. Em verdade, asseguro-vos, se Judas tivesse ido até Ele após o crime, Nosso Senhor o teria acolhido com misericórdia.
Como, pois, não vos perdoaria também?!
*   *   *
Fonte: retirado de “O Livro da Confiança” do Rev. Pe. Thomas de Saint-Laurent.





Fonte:  conheça  seu  Anjo. Ed.  Nova  Cultural.
Fonte   Louvor  aos  anjos Ed. Escala.
Fale  comigo:  jacintavs1@gmail