domingo, 5 de novembro de 2017

Anjo do dia 05/11- Hahahiah- Deus amparo e proteção- 17/01- 31/03- 12/06- 24/08-


Missão; É aquilo que vc trás de outras vidas;





Apaziguá antagonismos e favorece a intuição. Imprime espiritualidade, religiosidade,  contentamento, sabedoria, misticismo e desembaraço. Protege contra as calunias  e ajuda a conquistar promoção no trabalho. Gênio oposto: Leviandade e dissipação. Planeta correspondente: Saturno: Hora da visita: 03h40ás03h59. Salmo: 09. Numero da sorte: 08. Dia da semana. Sábado. Cor: Violeta. Elemento: Terra. Pedra Ametista. MANTRA: Levanto-me perante ao senhor, com minha fé fortalecida, triunfo aos olhos de todos. Nome do anjo em letras hebraicas; he/ he/ ayn/ yod/ he. Nome do anjo em numeros; 5/ 5/ 16/ 10/ 5.  A carta do taro. O Papa. Mês da mudança propicia para sua vida profissional/pessoal. Maio. 


                             CITAREI SALMOS QUE PODERÃO AJUDAR NO DIA Á DIA.


Para atingir um objetivo: SALMO: 86.
Atrair boas energias e se livrar das vibrações negativas: SALMO: 94.
Ter sucesso no trabalho: SALMO: 104.
Contra as guerras e a violência, em prol do bem-estar coletivo: SALMO: 71.
Livrar-se das doenças do corpo e da alma: SALMO: 95.
Acabar com mentiras, inveja, traições e inimigos: SALMO 26.
Combater tristezas, pânico e a ansiedade: SALMO:70
Em agradecimento a Deus, nosso Pai misericordioso: SALMO: 115.
Para ter bons momentos no amor e na vida afetiva: SALMO: 111.
Proteção para a saúde de toda a família: 109: .
Fortalecer as amizades e os laços familiares: SALMO: 112.
Livrar-se das angustias, do desânimo e de depressão: 121.
Ajudar os necessitados e iluminar a alma: SALMO: 34.
Contra Catástrofes: SALMO: 73.
Fortalecer a aliança com Deus: SALMO: 83.


        " O Senhor é o meu baluarte, meu refugio em tempo de perigo, meu escudo de proteção ".





      O ANJINHO DA GUARDA : VAMOS REZAR A NOITE COM AS NOSSAS CRIANÇAS

" Anjo da luz, guardião da minha vida. A ti fui confiado (a) pela santa misericórdia de Deus. Ilumina a minha alma, guarda-me dos males, orienta a minha inspiração, fortalece a minha sintonia com Deus e torna-me forte diante dos problemas. Lembra-me todos os dias de não julgar e nem ferir. Tinge a minha mente de amor e harmonia, para que eu possa tornar o mundo melhor, agora e para todo o sempre, amem."




Trecho de uma carta de Santa Teresinha à Irmã Maria do Sagrado Coração
Não penseis que nado em consolações, oh não! Meu consolo é não ter consolações na terra.
Sem mostrar-se, sem se fazer ouvir, Jesus ensina-me em segredo, não é por meio dos livros, pois não entendo o que leio, às vezes, porém, uma palavra como esta que destaquei no final da oração (após ter ficado no silêncio-e na aridez) vem consolar-me:
“Eis o mestre que te dou, ensinar-te-á o que deves fazer. Quero levar-te a ler no livro da vida onde está a ciência do amor”.
A ciência do Amor, oh sim! Esta palavra soa doce ao ouvido da minha alma, só desejo essa ciência. Tendo dado por ela todas as minhas riquezas, calculo, como a esposa dos cânticos sagrados, nada ter dado…
Entendo tão bem que só o amor possa nos tornar agradáveis a Deus, que fiz dele o único objeto dos meus desejos. Jesus sente prazer em mostrar-me o único caminho que leva para essa fornalha divina, e esse caminho é a entrega da criancinha que adormece sem receio no colo do pai…
“Quem for criança, venha cá”, disse o Espírito pela boca de Salomão, e esse mesmo Espírito de Amor disse também que “A misericórdia é dada aos pequenos“.
Em nome dele, o profeta Isaías revela que, no último dia, “o Senhor leva à pastagem o seu rebanho, com o seu braço conserva-o reunido; traz no seu regaço os cordeirinhos, e tange cuidadosamente as ovelhas que aleitam”.
E, como se todas essas promessas não fossem suficientes, o mesmo profeta, cujo olhar inspirado mergulhava nas profundezas eternas, exclama em nome do Senhor:
“Como alguém que é consolado pela própria mãe, assim eu vos consolarei, sereis levado ao colo, e acariciados sobre os joelhos”.
Ó madrinha querida! Depois de tal linguagem, só resta calar, chorar de gratidão e de amor…
Ah! Se todas as almas fracas e imperfeitas sentissem o que sente a menor de todas as almas, a alma da vossa Teresinha, nenhuma perderia a esperança de atingir o cimo da montanha do amor, pois Jesus não pede ações grandiosas, apenas o abandono e a gratidão, pois disse no
Salmo XLIX:
“Não tomarei o novilho de tua casa, nem os cabritos de teu rebanho; pois a mim pertence todo animal da floresta, as alimárias dos montes aos milhares. Lembro-me de todas as aves do céu, e tenho ao meu alcance os animais do campo. Se tivesse fome, não o diria a ti, porque minha é a terra e tudo o que encerra. Porventura como carne de touros, ou bebo o sangue dos cabritos?…”.
“Oferece a Deus sacrifício de louvor e cumpre os votos que fizeste ao Altíssimo.” Eis, portanto, tudo o que Jesus quer de nós, Ele não precisa das nossas obras, só do nosso amor;
Esse mesmo Deus que declara não precisar pedir comida a nós não receou mendigar um pouco de água junto à samaritana. Ele estava com sede… Mas ao dizer “dê-me de beber”, o Criador do universo estava pedindo o amor da sua pobre criatura. Tinha sede de amor…
Ah! Sinto-o mais do que nunca, Jesus está sedento, só encontra ingratos e indiferentes entre os discípulos do mundo enquanto, nos seus próprios discípulos, encontra poucos corações que se entregam a Ele sem reserva, que compreendem toda a ternura do seu Amor infinito.
*   *   *
Fonte: retirado do livro ”História de uma Alma” de Santa Teresinha do Menino Jesus.





Fonte: Conheça seu Anjo:  EDT. Nova  Cultural.
Fonte: Salmos e Anjos:
Fale comigo: jacintavs1@gmail.com