segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Anjo do dia 30/10- Lelahel- Deus digno de louvor- 11/01- 25/03- 06/06- 18/08- 30/10-



Missão; Protege contra pessoas maldosas e auxilia nas curas. Proporciona senso de organização, determinação, benevolência, espirito hospitaleiro e sorte material.  Planeta correspondente: Sol. Hora que seu anjo faz visita na terra. 01h40ás01h59. Salmo 09. Numero da sorte: 1. Dia da semana: sexta-feira. Nome do seu Anjo em letras hebraicas: lamed/ lamed/ he/ aleph/ lamed. Nome do anjo em números. 12/ 12/ 5/ 1/ 12. Carta do taro; os namorados. Mês da mudança favorável na sua vida profissional/pessoal. Junho. Exerce domínio sobre a Etiópia.
የኢትዮጵያ ፌዴራላዊ
ዲሞክራሲያዊ ሪፐብሊክ
ye-Ītyōṗṗyā Fēdēralāwī Dīmōkrāsīyāwī Rīpeblīk

República Democrática Federal da Etiópia
Bandeira da Etiópia
Brasão de armas da Etiópia
BandeiraBrasão
Hino nacionalWodefit Gesgeshi, Widd Innat Ityopp'ya
"Marche pra Frente, Cara Mãe Etiópia"

Gentílico: etíope,
etiopiano[1]

Localização da Etiópia

Localização da Etiópia no continente africano
CapitalAdis Abeba
4° 30'N 33° 48'O
Cidade mais populosaAdis Abeba
Língua oficialAmárico
GovernoRepública federalparlamentarista¹
 - PresidenteMulatu Teshome
 - Primeiro-ministroHailemariam Desalegn
Estabelecimento 
 - Reino de Dʿmtséculo XIII a.C. 
 - Reino da Aksumséculo I a.C. 
 - Invasão italiana1936 
 - Independência5 de março de 1941 
Área 
 - Total1 104 300 km² (27.º)
 - Água (%)0,7
 FronteiraSudãoSudão do SulSomáliaEritreiaDjibutiQuênia
População 
 - Estimativa de 201291 195 675[2] hab. (15.º)
 - Censo 200773 918 505 hab. 
 - Urbana1 346 757 hab. (186.º)
 - Densidade75 hab./km² (123.º)
PIB (base PPC)Estimativa de 2012
 - TotalUS$ 103,138 bilhões[3] (88.º)
 - Per capitaUS$ 1,159.916[3]  (169.º)
IDH (2013)0,435 (173.º) – baixo[4]
MoedaBirr Etíope (ETB)
Fuso horárioTempo da África Oriental (UTC+3)
 - Verão (DST)não verificada (UTC+3)
Org. internacionaisFlag of the United Nations.svg ONUUnião Africana
Cód. ISOETH
Cód. Internet.et
Cód. telef.+251

Mapa da Etiópia
¹ De acordo com The Economist, na sua Democracia Index, Etiópia é um "regime híbrido", com um 'sistema de partido dominante' conduzido pela Frente Democrática e Popular Revolucionária Etíope.
Etiópia (em ge'ez: ኢትዮጵያ, transl. ʾĪtyōṗṗyā), oficialmente República Democrática Federal da Etiópia (ኢትዮጵያ ፌዴራላዊ ዲሞክራሲያዊ ሪፐብሊክ, transl. ye-Ītyōṗṗyā Fēdēralāwī Dīmōkrāsīyāwī Rīpeblīk) é um país encravado no Chifre da África, um dos países mais antigos do mundo. É a segunda nação mais populosa da África[5] e a décima maior em área. O país faz fronteira com o Sudão e com o Sudão do Sul a oeste, Djibuti e Eritreia ao norte, Somália ao leste, e Quênia ao sul. Sua capital é a cidade de Adis Abeba.
Considerando que a maioria dos Estados africanos têm muito menos de um século de idade, a Etiópia foi um país independente continuadamente desde tempos passados. Um Estado monárquico que ocupou a maioria de sua história, a Dinastia Etíope, tem suas raízes no século X a.C..[6] Quando o continente africano foi dividido entre as potências europeias na Conferência de Berlim, a Etiópia foi um dos dois únicos países que mantiveram sua independência. A nação foi uma dos apenas três membros africanos da Liga das Nações, e após um breve período de ocupação italiana, o país tornou-se membro das Nações Unidas. Quando as outras nações africanas receberam sua independência após a Segunda Guerra Mundial, muitas deles adotaram cores da bandeira da Etiópia, e Addis Ababa tornou-se a sede de várias organizações internacionais focadas na África. Em 1974, a dinastia, liderada por Haile Selassie, foi deposta. Desde então, a Etiópia foi um Estado secular com variação nos sistemas governamentais. Hoje, Addis Abeba ainda é sede da União Africana e da Comissão Econômica das Nações Unidas para a África.
Além de ser um país antigo, a Etiópia é um dos sítios de existência humana mais antigos conhecidos por cientistas de hoje em dia que estudam os traços mais antigos da humanidade;[7] podendo potencialmente ser o lugar em que o homo sapiens se originou.[8] [9] [10]A Etiópia divide com a África do Sul o posto de maior número de Patrimônios Mundiais da UNESCO na África (oito, cada país).[11] O país também tem laços históricos próximos com as três maiores religiões abraâmicas do mundo. A Etiópia foi um dos primeiros países cristãos no mundo, tendo oficialmente adotado-o como religião do Estado no século IV. O país ainda tem maioria cristã, porém um terço da população é muçulmana. A Etiópia é o sítio do primeiro Hégira na história islâmica e da mais antiga população muçulmana na África, em Negash. A nação também é o berço espiritual da religião Rastafari. Até os anos 1980, uma população significativa de judeus etíopes residiram na Etiópia. Além disso, o país tem, ao todo, cerca de 80 grupos étnicos diferentes hoje em dia, com o maior sendo o Oromo, seguido pelos Amhara, ambos os quais falam línguas afro-asiáticas. O país também é famoso pelas suas igrejas talhadas em pedras e como lugar onde o grão de café se originou.
No período após a queda da monarquia, a Etiópia transformou-se em um dos países mais pobres do globo e sofreu uma série trágica de períodos de fome na década de 1980, resultando em milhões de mortes. Lentamente, no entanto, o país começou a se recuperar, e hoje a economia etíope é uma das que mais crescem na África.
 
Este anjo é invocado contra as pessoas maldosas e para adquirir iluminação na realização de atos de cura. Ele domina as artes, a fortuna, as ciências e o amor.  Quem nasce sob esta influencia  tem muita força para cortar o mal. É dotado de grande idealismo e equilíbrio. Está sempre pronto a ajudar os que necessitam, chegando mesmo a fazer " sacrifícios ", agindo de forma desinteressada. É portador  de uma joia rara chamada " luz interior ". Algumas vezes pode lhe faltar força de vontade, ou mesmo abandonar o campo de batalha mas então ocorre o renascimento, o ouro boros, a serpente que morde a própria cauda, no sentido explicito da regeneração. Sempre com sua inteligência aberta e alerta, faz com que a palavra " impossível " não faz parte do seu dicionário. Sente a proteção de Deus e do mundo Angelical, podendo ter forte contato psíquico com seu Anjo da Guarda, não sendo difícil também o contato com inteligências de outras galáxias ( ETS). Tem facilidade em captar mensagens e psicografa-las, entrando de forma inconsciente mexer objetos. O desconhecido o atrai e fascina.
 
 

Elemental da natureza:

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
    



 
Elementais é o nome dado a todo e qualquer espírito que crê-se existir na natureza. Todo princípio divino, após emanar-se do "Absoluto", deve iniciar seu processo de desenvolvimento incorporando-se à matéria.
Essa incorporação, segundo os princípios platônicos da Metempsicose acontece consoante a uma ordem estabelecida. Os princípios divinos devem iniciar sua jornada no mundo material incorporando-se inicialmente ao reino mineral. Após o aprendizado neste reino, o princípio divino deve passar ao seguinte estágio, ou seja, ao reino vegetal. Após concluir o aprendizado do reino vegetal, o princípio divino deve passar ao estado animal, e, posteriormente, ao estado humano.
Também são conhecidos como personagens fictícios, que representam seres da natureza e que seriam capazes de controlar os elementos e os representar. São eles:
De acordo com Papus: "O caráter essencial dos elementais é animar instantaneamente as formas de substância astral que se condensa em volta deles. Seu aspecto é variável e estranho: ora são como uma multidão de olhos fixos sobre um indivíduo; ora são pequenos pontos fixos luminosos rodeados de aura fosforescente. Podem, ainda, parecer criaturas indefinidas, combinações de formas humanas com animais."
Ainda segundo Papus, cada elemental deve ser invocado pelo nome de seu gênio, GOB é o gênio da terra, DJIN é o gênio do fogo, PARALDA é o gênio do ar, e NICKSA é o gênio da água.
"Os elementais são invocados pela prece e o ritual completo prevê o uso do Círculo Mágico, com o magista voltado para o ponto cardeal correspondente, apresentando o instrumento característico de cada um, chamando-os pelo nome de seus gênios. O Círculo Mágico garante o isolamento e proteção contra qualquer surpresa da parte das potências do astral. A meditação, na obscuridade, com o corpo isolado por uma manta de lã e com a espada à mão, tendo proferido preces pedindo auxílio aos mestres, também pode propiciar a visão dos elementais."
Ícone de esboço
 
 

Elementais da Terra




GNOMOS

Elementais são seres etéreos que desenvolvem atividades energéticas nos elementos básicos presentes na natureza. Falaremos agora sobre as características mais importantes dos ELEMENTAIS da TERRA e seus regentes.

Os ELEMENTAIS da TERRA são os Gnomos, são responsáveis pela solidificação de todos os corpos, não só de animais como também de objetos. Tudo que é sólido possui uma correspondência energética com os Gnomos. Suas oferendas são normalmente a TERRA bruta (areia, argila, cascalho), PEDRAS e plantas.
Apesar das plantas possuírem ligação com todos os elementais, elas são normalmente consagradas ao elemento terra, em razão de sua proximidade.
Os Gnomos agem nos terremotos e vulcões para equilibrar os distúrbios dos poderes da terra. Em nosso corpo são responsáveis pelos ossos e sais minerais e possuem ligação também com as cartilagens, músculos e pele, sendo que essa ligação ocorre em conjunto com os ELEMENTAIS da água.
Os Signos de Touro, Capricórnio e Virgem são aqueles que se encontram sob a interferência do poder da terra. Normalmente as pessoas nascidas sob essas casas zodiacais apresentam temperamentos fortes, não gostam de mudanças bruscas, são perfeccionistas em suas atividades, são muito realistas e possuem forte tendência a vícios, principalmente alimentícios.
Todas as características desses signos estão diretamente relacionadas às características dos ELEMENTAIS da terra, taisELEMENTAIS são possuidores do dom de controle sobre a ganância e como conseqüência é comum perceber que seus regidos não possuem esse controle. E é através da busca desse controle que podemos interagir com eles.
Algumas outras características provocadas pelo desequilíbrio do poder da TERRA são: a preguiça, susceptibilidade, a lentidão, a falta de consciência, a melancolia, a falta de regularidade. Ao vencer essas dificuldades, a interação com os ELEMENTAIS daTERRA torna-se mais fácil, porém quanto mais se busca, mais é exigido.
Existem certas características que aproximam os elementais: atenção, a perseverança, a escrupulosidade, a sistematização, a sobriedade, a pontualidade, o senso de responsabilidade. Através dessas qualidades o adepto alcança uma maior interação com os Gnomos.
O ‘Rei’ dos Gnomos se chama GHOB, a visão pagã mostra que esse ser é o responsável pela manutenção dos poderes da terra, e por isso acredita-se que ele viva no interior de grandes vulcões. Alguns tendem a acreditar que ele seja “A Torre Norte” invocada nos RITUAIS da Wicca, mas dificilmente tal entidade sairia de seu lar para rituais, pois sua função não é essa.
O símbolo mais comum é o triangulo duplo para baixo, que representa a TERRA que preenche o universo. Sendo o triangulo maior o universo e o menor a TERRA que cobre todo o “chão”. O segundo símbolo é comum nas escolas herméticas, corresponde ao Prithivi (princípio da terra) dos Tattwas da tradição indiana. Além desses existem outros símbolos menos conhecidos.
Nas invocações ELEMENTAIS é comum chamar os poderes da TERRA com nomes do tipo: Touros da Alvorada, Carneiros do Alvorecer, Ursos Negros e afins. Dentro das invocações os dirigentes ELEMENTAIS também aparecem, seguidos dos mistérios dos Elohins/Manes que são os nomes das sendas e respectivas torres.
Alguns locais/objetos que representam a TERRA e seus ELEMENTAIS ao AR livre são: Grandes árvores, grandes pedras, pilhas de pedras, afloramentos rochosos, formações calcárias, musgos, entradas de cavernas, estátuas, jardins, plantações ou campos, pastagens de animais, tocas de animais e similares.
Alguns locais/objetos que representam a TERRA e seus ELEMENTAIS em residências: Plantas, portas para animais, portas de porão, despensa, decorações de cristais, coleções de vidro, coleções de cerâmica, estátuas, vasos de barro, pequenas pedras, pote com terra.
O princípio da TERRA e seus ELEMENTAIS são invocados da direção norte devido à representação do norte estar intimamente ligada ao futuro e àquilo que podemos enxergar ao olhar para frente. Pela força da TERRA representar tudo aquilo que é fixo, o norte fica sempre a nossa frente, pois é fixo, visível.
As cores da TERRA são o marrom e o verde. Os animais são todos aqueles de grande força, como ursos, touros, carneiros, rinocerontes, búfalos e etc. Os DEUSES que regem o elemento TERRA são todos os DEUSES da Agricultura, da proteção, da família e da inocência.
Alguns seres mitológicos que correspondem ao elemento da TERRA são: Minotauro, Ninfas dos bosques, Dríades, Anões (do ponto de vista mitológico), Faunos, Amazonas e todos aqueles que possuem responsabilidades com a TERRA e a vegetação. É importante lembrar que para os povos antigos a mitologia não era uma lenda ou um conto e sim a história real dos seres que viviam entre eles, incluindo os Deuses.
Dentro da WICCA o Pantáculo é o instrumento que representa a TERRA no altar. A força gerada pela TERRA é direcionada aos poderes físicos e de criação. A Psicometria é o dom mais comum daqueles que evoluem sua interação com os ELEMENTAIS da terra.
A estação que corresponde à atuação mais presente dos Gnomos é o Outono, e nos nossos sentidos eles regem o tato. Quando alcançamos a vibração da terra, ficamos em um estado de Paz e devoção.
 

 




O que é a energia Chi, Qi, Ki, Energia Vital

O Chi é a força da vida, a energia imaterial omnipresente que no seu fluxo anima todos os seres vivos e permeia o Universo, ligando todas as coisas como um todo. A energia Chi ou energia vital é a energia de vida que o corpo de qualquer ser vivo produz, proveniente de diversas fontes como o ar, a água, os alimentos e o sol, estando o seu estado de saúde dependente do maior ou menor grau de harmonia e fluidez dessa energia.
Esta energia tem tantas designações quantas as culturas existentes; por exemplo, os Russos chamam-lhe Energia Bioplasmática, os Hunas da Polinésia chamam-lhe Mana, os Índios Iroqueses Americanos chamam-lhe Orenda, na Índia chama-lhe Prana, nos Países Islâmicos designam-na por Baraka e por Chi na China.
O Chi é uma energia que circula livremente alimentando os ambientes e os seres deste fluxo de energia vital. Sem o fluxo de Chi não existiria vida no planeta. Porém estados de desarmonia física, mental, espiritual e / ou emocional levam a que a passagem do Chi seja obstruída em determinados locais do nosso corpo, e então, os reflexos a nível físico dão-se sob a forma daquilo que normalmente designamos de doenças. Enquanto um ser está vivo, possui força vital circulando-o e cercando-o; quando o Chi deixa o organismo, a vida cessa. Se a sua força vital está fraca, ou se existe bloqueios no seu fluxo, você se sentirá mais fraco, deprimido e estará mais vulnerável a doenças. Quando está alta, e a fluindo livremente, dificilmente adoecerá e sentir-se-á forte, confiante e preparado para enfrentar a vida. O equilíbrio da nossa energia Chi, é assim essencial para que o organismo tenha um funcionamento perfeito pois está constantemente a ser desequilibrado com angústias, depressões, pensamentos e atitudes negativas, alimentação incorrecta, preocupações excessivas, falta de autoconfiança, de amor-próprio e auto-estima, de entre outros factores. Recebemos Chi pelo ar que respiramos, pela nossa alimentação, a luz solar e pelo sono. É possível também aumentar o nosso Chi através de exercícios físicos, técnicas de respiração e de meditação.
O Chi é usado por atletas das marciais no seu treino físico e desenvolvimento espiritual.
É usada em exercícios de respiração meditativos chamados Prana-yama, e pelos xamãs de todas as culturas para adivinhação e ciência, manifestação e cura psíquicas. Todos os terapeutas holísticos trabalham com a energia Chi, embora cada um a chame e a entenda como quiser. Os efeitos orgânicos que muitos atribuem à energia Chi são considerados até mesmo pela medicina moderna.
O fluxo de Chi sobre um organismo é directamente proporcional à qualidade dos pensamentos e sentimentos do indivíduo. São os nossos pensamentos e sentimentos negativos que causam interrupções no fluxo de Chi no nosso corpo. Os locais onde pensamentos e sentimentos negativos se concentram são onde o fluxo de Chi se restringe.
Nesses pontos o organismo funciona mal e podem surgir doenças. Mesmo a medicina ocidental moderna reconhece a influência da mente sobre a condição orgânica e muitos médicos ocidentais apontam 98% das doenças como consequência directa ou indirecta do estado de espírito do doente.
Deve ser compreendido que a mente não existe apenas no cérebro; este é apenas seu centro funcional, mas o sistema nervoso estende a consciência e subconsciência a cada órgão e tecido do corpo. Ademais, a parapsicologia sabe que a mente se estende num subtil campo de energia de cerca de 60 a 90 centímetros chamado Aura. Por causa disso, não se pode analisar separadamente a mente do corpo, já que estão ligados. Tal como o estado da mente é influenciado pelo estado do corpo, este é influenciado pelo estado de espírito.
No Extremo Oriente, a compreensão e controlo do fluxo do Chi (energia) é a base de sistemas de cura tradicionais como, por exemplo, a Acupunctura, e ainda artes marciais, como o Tai Chi, o Qi Kung. Pelo que, nestas artes os exercícios que realizam visam desenvolver e aumentar o nosso Chi ou Energia de Vida.
Opte por uma modalidade que vá de encontro às necessidades do seu corpo e da sua mente.











               AGORA  É  LEI  MALTRATAR  ANIMAIS  DA  CADEIA.  DENUNCIE!!!!!!!!!



 
 
      Fonte; Conheça seu anjo; EDT.  Nova Cultural.
      Fonte; Anjos Cabalísticos;  EDT. Companhia dos Anjos.
      Fonte;  Salmos e Anjos; EDT.  Alto Astral.
      Origem;  Wikipédia  Livre.
      Fale comigo; Jacintavs1@gmail.com