sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Anjo do dia 13/11- Pahaliah- Deus que redime- 08/04- 20/06- 10/09- 25/01

Missão; É aquilo que vc trás de outras vidas.


Auxilia na Vitoria contra os inimigos e inclina para as ciências, Concede qualidades de comedimento, suavidade, harmonia interior e imaginação.  Planeta correspondente; Mercúrio. Hora da visita que seu anjo vem a terra. 06h40ás06h59. Salmo. 30. Numero da sorte; 6 Dia da semana; quarta-feira. Cor. Verde. Elemento. Água. Pedra; Turmalina negra. Mantra; " em tuas mãos está o meu destino, livra-me dos inimigos. " Nome do Anjo em letras em hebraicas; noum/ lamed/ khaf// lamed.   nome do Anjo em números. 14/ 12/ 11/ 1/ 12. Carta do taro. O Papa. Mês da mudança propicia para sua vida. Maio. Exerce domínio sobre á  Boemia.  Este Anjo é invocado para destruir o poder do inimigo, contra as calunias ou pessoas que utilizam sortilégios para tirar proveito próprio contra os inocentes. Domina a astronomia, a Astrologia, a matemática e todas as ciências exatas. Quem nasce sob est influencia, demonstra muita serenidade, moderação nas palavras, equilíbrio entre os espiritual e o material. Tem forte capacidade de liderança autocontrole, paciência. Busca sua estabilidade, financeira, perseguindo seu ideal a qualquer custo, não aceitando perdas. Dotado de grande inteligência e imaginação, tem maturidade e domínio sobre seu " eu ". Procura sempre a harmonização de  todos na família embora muitas vezes, sinta-se incompreendido por seus membros. Tendência a ser solitário sempre em busca do par ideal. Ama o belo e detesta o que é feio e vulgar. Será muito  querido e respeito em seu ambiente de trabalho. Refinado, amante da poesia e da pintura, gosta de presentear as pessoas com flores. Poderá  pesquisar cientificamente o conhecimento transcendental, através de leituras de textos amigos, transcodificados com o uso da informática. Sua missão será unir a ciência e a arte com religião. Gostará de desenvolver sua mediunidade através das ciências esotéricas, mas sempre  de forma analítica. Será do tipo ver para crer. 


" - Dona Jacinta, meu nome é Valdomiro de Ribeiro  da Silva, moro no Bairro de Pinheiros  sou Administrador de Empresa, tenho 58 anos e trabalho em uma Empresa Nacional, sou muito bem casado  tenho 4 filhos adultos, somos bastante religiosos, sem nenhuma duvida sobre a nossa opção de nossa religião. Porem tenho, ou faço uma confusão a respeito dos sonhos. Como devo saber si são verdadeiros como avisos, ou apenas sonhos. Quando tomamos uma atitude que queremos saber se não é errado? ou que não esta bastante claro, como tenho consciência absoluta de que a atitude que tomei não é errada? Caso poça me dar sua resposta eu agradeço muito, e que os Anjos continuem a iluminar as nossos vidas. 
" - Foi um prazer muito grande receber sua solicitação, porque me da a oportunidade para falar sobre isso, que e um assunto que em todas as vezes que falo em publico as primeiras perguntas  é sobre Sonhos.  " - Para que possamos saber se é um  sonho, ou aviso. Vamos começar pelos sonhos, sempre é destorcidos não tem começo meio e fim, e muitas vezes, sem pé ou cabeça.  Quando falamos sobre ele, chaga-se a conclusão que sabemos que sonhamos  mas não temos a referencia do que si trata. A lembrança e nítida porem não chega-se a conclusão nenhuma.  Quando falamos sobre Aviso, ele é claro a nossa lembrança, vemos a pessoa sempre muito mais bonita, e em todos os casos mais moço, do que quando partiu, do nosso convívio. O aviso é claro, nítido e pausado, a pessoa que nos visita não fala, apenas nos fixa nos olhos, e telepaticamente entendemos o assunto perfeitamente,


" - Sobre a nossa atitude si é correta ou não, devemos fazer uma avaliação bastante criteriosa sobre ela, temos que avaliar caso seja afirmativo antes demais nada, verificar-se com  essa  atitude todos ganharão, a balança terá que ser impecavelmente correta.  Não poderá pender para nenhum dos lados. Seja criterioso nessa avaliação, porque caso o critério seja falho a vida te cobrará lá na frente. É a lei do retorno. Nunca tome medidas sem essa avaliação, porque o livre arbítrio poderá ter um retorno muito caro para ser levado. As vezes reclamamos que estamos vivendo um calvário, devemos antes de mais nada, perceber si não é a lei do retorno, porque entendendo, o que está acontecendo, as coisas irão si acomodando e pelo caminho vamos tentar consertar o que fizemos de errado.
" - Espero ter respondido as suas duvidas, e quando houver outra estou aqui para tira-las. Um grande Abraço.







I – Aos Anjos Guardiões E Aos Espíritos Protetores


            11 – Prefácio – Todos nós temos um Bom Espírito, ligado a nós desde o nascimento, que nos tomou sob a sua proteção. Cumpre junto a nós a missão de um pai junto ao filho: a de nos conduzir no caminho do bem e do progresso, através das provas da vida. Ele se sente feliz quando correspondemos à sua solicitude, e sofre quando nos vês sucumbir. Seu nome pouco importa, pois que ele pode não ter nenhum nome conhecido na Terra. Invocamo-lo, então, como o nosso Anjo Guardião, o nosso Bom Gênio. Podemos mesmo invocá-lo com o nome de um Espírito Superior, pelo qual sintamos uma simpatia especial.
            Além do nosso Anjo guardião, que é sempre um Espírito Superior, temos os Espíritos Protetores, que, por serem menos elevados, não são menos bons e generosos. São Espíritos de parentes ou amigos, e algumas vezes de pessoas que nem sequer conhecemos na atual existência. Eles nos ajudam com os seus conselhos, e frequentemente com a sua intervenção nos acontecimentos de nossa vida. Os Espíritos simpáticos são os que se ligam a nós por alguma semelhança de gostos e tendências. Podem ser bons ou maus, segundo a natureza das inclinações que os atraem para nós. Os Espíritos sedutores esforçam-se para nos desviar do caminho do bem, sugerindo-nos maus pensamentos. Aproveitam-se de todas as nossas fraquezas, como de outras tantas portas abertas, que lhes dão acesso à nossa alma. Há os que se agarram a nós como a uma presa, mas afastam-se quando reconhecem a sua impotência para lutar contra a nossa vontade.
            Deus nos deu um guia principal e superior em nosso Anjo Guardião, e como guias secundários os nossos Espíritos Protetores e Familiares. É um erro, entretanto, supor que tenhamos forçosamente um mau gênio junto a nós, para contrabalançar as boas influências daqueles. Os maus Espíritos nos procuram voluntariamente, desde que achem possível dominar-nos, em razão da nossa fraqueza ou da nossa negligência em seguir as aspirações dos Bons Espíritos, e somos nós, portanto, que os atraímos. Disso resulta que não somos nunca privados da assistência dos Bons Espíritos, e que depende de nós o afastamento dos maus. Pelas suas imperfeições, sendo ele mesmo a causa dos sofrimentos que o atingem, o homem é quase sempre o seu próprio mau gênio. (Cap. V, nº 4). A prece aos Anjos Guardiães e aos Espíritos Protetores deve ter por fim solicitar a sua intervenção junto a Deus, pedir-lhes a força de que necessitamos para resistir às más sugestões, e a sua assistência para enfrentarmos as necessidades da vida.
            12 – Prece – Espíritos sábios e benevolentes, mensageiros de Deus, cuja missão é assistir aos homens e conduzi-los pelo bom caminho, amparai-me nas provas desta vida; dai-me a força de sofrê-las sem lamentações; desviai de mim os maus pensamentos, e fazei que eu não dê acesso a nenhum dos maus Espíritos que tentariam induzir-me ao mal. Esclarecei a minha consciência sobre os meus próprios defeitos, e tirai-me dos olhos o véu do orgulho, que poderia impedir-me de percebê-los e de confessá-los a mim mesmo. Vós, sobretudo, meu Anjo Guardião, que velais mais particularmente por mim, e vós todos, Espíritos Protetores, que vos interessais por mim, fazei que eu me torne digno da vossa benevolência. Vós conheceis as minhas necessidades; que elas sejam satisfeitas segundo a vontade de Deus.
            13 – Prece – Meu Deus, permiti que os Bons Espíritos que me assistem possam ajudar-me, quando me achar em dificuldades, e amparar-me nas minhas vacilações. Senhor, que eles me inspirem a fé, a esperança e a caridade, que sejam para mim um apoio, uma esperança e uma prova da Vossa misericórdia. Fazei, enfim, que eu neles encontre a força que me faltar nas provas da vida, e para resistir às sugestões do mal, a fé que salva e o amor que consola.
            14 – Prece –  Espíritos amados, Anjos Guardiães, vós a quem Deus, na sua infinita misericórdia, permite velarem, pelos homens, sede o nosso amparo nas provas desta vida terrena. Dai-nos a força, a coragem e a resignação; inspirai-nos na senda do bem, detendo-nos no declive do mal; que vossa doce influência impregne as nossas almas; fazei que sintamos a presença, ao nosso lado, de um amigo devotado, que assista os nossos sofrimentos e participe das nossas alegrias. E vós, meu Anjo Bom, nunca me abandoneis. Necessito de toda a vossa proteção, para suportar com fé e amor as provas que Deus quiser enviar-me.